quarta-feira, 24 de agosto de 2011

"Cartilha de boas maneiras para andante"


0ps!!....um cadeirante!!

Bem, nos meus muitos anos de vida como cadeirante, acho que já passei por quase todas as situações embaraçosas e até cômicas a que está sujeito um cadeirante no mundo dos andantes.

Por conta disso, pensei que seria de grande ajuda se fosse criada uma espécie de "cartilha de boas maneiras” para andantes não cometerem tantas gafes com cadeirantes.

Vamos lá (lembrando que é uma cartilha aberta, que sugestões, observações e dúvidas serão bem vindas).

1- Quando quiser alguma informação sobre um cadeirante, estando ele presente, dirija-se diretamente ao próprio, não fale com quem estiver o acompanhando, como se o cadeirante fosse incapaz de lhe responder.

2- Se encontrar um cadeirante parado em frente de uma porta fechada, não pense que ele está dizendo: "Abre-te sésamo!!" e esperando que a porta se abra sozinha, provavelmente alguém já foi lá dentro p/ encontrar alguém p/ abri-la (isso acontece muito em portas de banco), portanto, não precisa perguntar se o cadeirante quer entrar.

3- Se um cadeirante estiver no "pé" de uma escada, verifique se ele tem boca, pq se tiver e estiver precisando de ajuda p/ subir, ele certamente pedirá.

4- (essa vai para os garçons) quando for levar a conta, tente ser polido e, apenas a ponha na mesa, sem procurar deduzir que, "logicamente", um cadeirante não paga despesas e ir entregando direto ao acompanhante.

5- Se um(a) cadeirante olhar p/ você com certa insistência, procure avaliar as possibilidades, ele(a) pode esta te admirando ou ate te paquerando, ele(a) apenas não anda e não está morto(a) se é que me entende.

6- Evite terminantemente oferecer "esmola" a um cadeirante na rua (já aconteceu comigo), ele pode estar ali simplesmente esperando um táxi ou alguém que vai apanhá-lo.

7- Nunca dê como certo, que todo cadeirante é uma espécie de ser angelical assexuado, você pode se surpreender de forma positiva com ele.

8- Nunca parabenize um cadeirante, ao encontrá-lo num barzinho , cinema ou casa noturna, não há nada de heróico nisso, ele(a) só está querendo se divertir como você.

9 - Quando for falar com um cadeirante, por favor se for possível abaixe, pois é muito difícil para um cadeirante ficar olhando pra cima e conversando com quem está em pé, é desconfortável e causa dores musculares, principalmente em lesados medulares cervical.

10- Se você chegar num consultório médico, num estabelecimento de saúde ou em qualquer local de trabalho e deparar com um(a) cadeirante atrás da mesa de atendimento, pode se dirigir a ele(a), pois, provavelmente, ele(a) está ali trabalhando, não é um dos pacientes.

Muitas vezes chega a intimidar, o modo como as pessoas tentam nos impor condição de inferioridade e dependência...

Enfim, para tudo deve haver bom senso.

Rose Vieira da Comunidade Mão na Roda.

"Quando um cadeirante estiver na frente do elevador, não o empurre porta dentro, ele pode apenas estar esperando alguém....rsrs"

"Quando o cadeirante pedir uma pizza, e ter que descer na portaria do prédio para buscá-la, (esse é para os porteiros) não diga, deixe ele subir, ele é normal....rsrs"

Comigo já aconteceu uma coisa mais ou menos assim. Eu fui pedir informação para uma mulher e ela já ia dizendo "Não tenho tro...", aí se tocou que eu não tava pedindo dinheiro. Ela também ficou super sem graça. Bem feito, ehehehe!

"Quando vou ao banco ou ao supermercado e entro na fila preferencial, se vejo um idoso, deixo passar na frente, é que não me entra na cabeça pq eu, q estou sentado, acomodado, não posso esperar um pouco mais que um idoso que fica de pé, muitas vezes c/ dificuldade.....você não faz idéia da quantidade de gente que vem me avisar que eu tenho direito de passar na frente......aaarrrggghhh"

e tantas outras, ...rsrs


BLOG MÃO NA RODA >>> http://maonarodablog.com.br/

Cantada Engraçada

COMO CONQUISTAR UMA MULHER NA 1ª NOI

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Idéia de venda de Camisinhas (preservativos)......


Por Luciano Grenga.......... kkkkkkkkk.......
.
Alguem já reparou que camisinhas ficam sempre próximos ao caixa do supermercado? Pra mim camisinha deveria ficar ao lado das fraldas e mamadeiras? E com aviso: "Use isso, para nao precisar ======> disso"

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Ansiedade de separação em cães: Tudo que você precisa saber a respeito!


O transtorno de ansiedade de separação acomete cães de todos os tamanhos, idades, raças ou misturas. Quando não é diagnosticado ou tratado, leva a família e o cão a conviverem com montanhas de estresse, que geralmente resultam em punições para o cachorro, em alguns casos passado adiante ou até mesmo abandonado. 
Luto com este problema aqui em casa com o Shoyo desde 2010 e, para minha surpresa, a Java já chegou na família apresentando ansiedade de separação. Com algumas medidas, nossa convivência tem sido muito melhor, com menos sofrimento para eles quando eu saio de casa e, consequentemente, para mim.

Sobre esta questão, de um animal adotado (a Java) e/ou adulto (o Shoyo) passar a apresentar ansiedade de separação, compartilho com vocês um trecho de um e-mail que a Cassia Santos me escreveu, quando soube das coisas aqui em casa:
“Olha a informação que consta do livro ‘Problemas comportamentais do Cão e do Gato’, do Landsberg, sobre ansiedade de separação:‘... estudos têm indicado que há significativamente mais cães mestiços, adotados (provenientes de sociedades humanitárias) e acima de 10 anos de idade que apresentam esse problema’.

Acredito que isto deva ter um fundo de verdade, especialmente considerando dois fatores: o histórico de vida destes peludos e as atitudes daqueles que os adotam, muitas vezes tentando compensar todo o sofrimento com MUITO carinho e atenção O TEMPO TODO...”

Pensando na importância do tema propus a quatro educadoras caninas um desafio: escrever a oito mãos um post completo sobre ansiedade de separação. Para minha felicidade, as quatro concordaram e abaixo você acompanha o resultado. Esperamos, nós cinco, que os textos sejam úteis a muitas famílias que convivem com cães que desenvolveram o problema. É essencial que as pessoas percebam que têm papel fundamental tanto na cura, quanto na causa da ansiedade de separação. Boa leitura!
ps: Ao fim dos textos coloquei um vídeo que achei muito legal da Cláudia Estanislau, educadora canina portuguesa, dando uma dica super útil de petisco para distrair nossos filhos de patas!

Ansiedade de separação em cães

Causas e sintomas.

Por Cassia Santos, do blog Cão Amor


O cão é um animal social, assim como o ser humano. Seu instinto lhe diz que, para estar seguro, deve viver junto ao seu grupo, o que lhe garantirá a sobrevivência. Quando seu grupo de "humanos" sai e o deixa sozinho, a sensação que o bichinho tem, instintivamente, é de que sua sobrevivência está ameaçada. Ele simplesmente não entende que nada acontecerá e que a situação durará pouco tempo. Sob o prisma do cão, ele está sendo abandonado.
Além de já estar arraigado em seus institntos que não é bom estar só, muitos cães são extremamente apegados aos donos. Isto ocorre muitas vezes em razão do temperamento do cão, mas também por atitudes do dono, que incentiva e gosta de ter o seu pet sempre por perto, muito perto.
Essas pessoas, em geral, acabam criando situações das quais nem se dão conta: demonstram, de forma enfática, que sentem dó do companheiro e se despedem dele efusivamente ao sair de casa. Evidentemente que o cão passará a perceber os mínimos sinais toda vez que o dono for sair e a ansiedade se instalará já a partir deste momento... Ou ainda, chamam o cão o tempo todo para estar ao seu lado, mesmo que ele esteja em seu cantinho roendo um osso.
Por outro lado, existem também alguns outros fatores que podem deflagrar a chamada síndrome da ansiedade de separação: mudança abrupta na rotina do cão (exemplos – dono estava em férias, ou passava mais tempo em companhia do peludo e, de repente, passa a se ausentar mais; mudança de casa; perda ou chegada de um novo membro da família que altere a rotina do peludo).
Mas, e como identificar que o cãozinho está, efetivamente, sofrendo de ansiedade de separação? Se um ou mais dos comportamentos a seguir discriminados se mostrar presente, certamente serão necessárias providências para tratamento deste distúrbio comportamental tão comum (infelizmente), hoje em dia:
- o cão começa a, nitidamente, ficar nervoso ao constatar os sinais de que a família irá se ausentar (troca de roupa, pegar bolsa, chaves do carro etc.);
- o cão late, uiva ou chora insistentemente quando está sozinho (em geral, a família toma conhecimento do fato por reclamações/comentários dos vizinhos);
- o cão adota comportamentos destrutivos quando sozinho, como arranhar portas e batentes, destruir objetos da casa como controles remotos, almofadas;
- o cão saliva excessivamente, podendo ser encontrada uma verdadeira poça em casa quando a família retorna;
- o cão fica apático, não come, não bebe água nem faz as necessidades, só tendo ânimo para estas atividades quando do retorno do dono;
- o cão se auto-mutila como, por exemplo, lambendo as patinhas até se formarem feridas.


Como evitar a ansiedade de separação, cuidados desde filhote.

Por Franciele Lima, do site Cão Obediente


Agora que já você já sabe quais as causas e os sintomas da ansiedade de separação, você precisa saber como ensinar o filhote a ficar sozinho em casa tranquilamente. 
Assim que o filhote chegar no novo lar o ideal é estabelecer um local em que ele possa passar algumas horas do dia, como um cercadinho, ou separar um cômodo da casa só para ele. Tem que ser um local confortável, com sua caminha, alguns brinquedos, água e o jornal para as necessidades do outro lado (longe do resto).Nunca use esse local como castigo e sim para que o filhote possa descansar e ficar em segurança sempre que você sair. 
Antes de colocar o filhote no local estabelecido brinque com ele, jogue bolinha etc. Se ele estiver cansado, logo irá dormir após sua saída. É importante ignorar o filhote se ele estiver fazendo bagunça, latindo ou “chorando” para que esses comportamentos não sejam recompensados, espere até ele ficar quieto e elogie pelo comportamento (de estar quieto). 
Ao sair de casa procure não estimular a ansiedade do filhote, saia tranquilamente. Quando chegar em casa não faça muita festa, provavelmente o filhote estará ansioso com sua chegada, espere alguns minutos até que ele se acalme para lhe dar atenção. 
Ao entrar em cômodos da casa, feche a porta ao passar, não deixando que o filhote te siga pela casa o tempo todo. Estimule sua independência: deixe alguns brinquedos interessantes para que ele brinque sozinho. 
Você precisará de paciência para ensinar o filhote a ficar sozinho tranquilamente, mantenha a calma e seja consistente no treinamento.



Como tratar 

Por Emmanuelle Moraes, do blog Educadora Canina

Abaixo ficam algumas dicas de como trabalhar o seu cão para que aprenda a ficar só e diminuir a ansiedade.
Ensinando o cão a ser mais independente
É muito importante que o seu cão aprenda a ser mais independente de você. Este é um ponto crucial do tratamento da síndrome de ansiedade por separação.
Para tanto, inicie as seguinte medidas:
Não dê atenção para o animal quando ele pedir e sim quando você iniciar a interação. E, antes disso, peça sempre ao cão que execute algum exercício (sentar, dar a pata, deitar etc.) para só então começar a interagir.
Defina horários para a refeição do cão e ajuste de maneira que coincidam com a hora da sua partida, desta forma ele terá algo para se entreter neste momento e, provavelmente, de “barriga cheia” tenderá a dormir. Aproveite para colocar a comida em “brinquedos dispensadores de alimento”, tais como o Kong, ou para fazer “esconderijos” para a comida e/ou “caminhos” que indiquem onde fica o restante do pote.
Acostume o seu cão a ficar sozinho mesmo quando você estiver em casa. É importante que você comece este exercício de forma bem “fraca” e aumente o tempo de forma gradual, conforme ele apresente resultados positivos no tempo anterior. Se você evoluir antes da hora (e exagerar no tempo) tenderá a por tudo a perder. Comece fechando as portas da casa quando passar por elas, de maneira que o peludo não possa entrar junto de você, por exemplo: se vai ao banheiro, cozinha e quarto, passe e feche a porta sem que o animal entre junto no cômodo. Com a porta fechada, conte até 5 e saia do recinto. Comece a fazer isso em toda oportunidade que encontrar pela casa. Não fale com o animal ao entrar, nem após sair, apenas continue a sua rotina. Com o tempo, vá aumentando o tempo em que permanece dentro do cômodo isolado do cão, por exemplo: 5 segundos, 10 segundos, 20 segundos, 1 minuto...
Ensinando a ficar calmo quando sozinho. Quando obtiver evolução considerável no exercício anterior, inicie o seguinte exercício:
Quando estiver em casa, coloque o cão em outro cômodo da casa ou na caixa de transporte e ofereça um delicioso Kong recheado. Deixe que ele permaneça lá com o brinquedo e aguarde por 5 a 10 minutos e então libere o cão de maneira que, se ele desejar, possa sair de lá. Isso requer ter timming para que o cão seja liberado antes de começar a latir ou arranhar a porta.
Não fale com o seu cão quando for sair de casa ou quando for chegar. Não lhe dê “tchau!”, muito menos “oi!” quando tiver que sair ou chegar. Falar com o cão, dar-lhe carinho, responder a um “choramingo” só faz com que o seu animal fique ainda mais ansioso. Este é um ponto onde há grande resistência por parte dos tutores, que consideram que seguir tal orientação fará com que o animal se sinta menos “amado” ou então, deixado de lado. Seguir a orientação acima não fará com que o seu cão sinta-se rejeito, mas fará com que diminua a sua ansiedade, e consequentemente, com que sofra menos com esse problema.
Seu cão (mesmo você acreditando que sim) não entende o conteúdo da sua explicação como um humano (“Mamãe vai sair e já volta, tá?”), mas percebe claramente que algo que ele não gosta (você sair de casa/ficar sozinho) está por acontecer e, desta forma, a ansiedade (objeto maior do problema comportamental em tela) só tende a aumentar. O mesmo acontece quando o tutor chega em casa e faz festas com o cão, que já se encontra em estado de “euforia” e que termina sendo recompensado.
Crie uma associação positiva com a sua saída. Quando for sair de casa ofereça um Kong recheado ou um osso recreacional para o seu cão, criando uma associação positiva com a sua saída. De preferência use algo específico para esse momento que não será usado em nenhuma outra ocasião do dia. Pode ser um recheio especial para o Kong que só será usado na hora da saída do tutor, por exemplo, ou um brinquedo/osso que é recolhido depois de sua chegada. Independente de o animal ter comido todo o recheio, quando chegar em casa você deverá retirar a recompensa e guardar para só ser usada durante sua ausência.
Quebrando a rotina das saídas. Todos possuímos certos “rituais” antes de sair de casa que, embora nem estejamos conscientes deles, os cães os conhecem perfeitamente. Por exemplo, antes de sair tomamos banho, escovamos os dentes, passamos perfume, acendemos algumas luzes, trocamos a água do cão etc. Sendo assim, identifique tais hábitos que executa antes da partida e desmembre-os completamente. Passe o perfume e ligue a TV. Pegue as chaves e vá comer algo. Segure a bolsa e deite na cama. Vista a roupa e vá fazer o café. A intenção é confundir o cão quanto ao exato momento da saída e fazer também com que ele diminua a ansiedade ao ver que, mesmo tendo pego as chaves, o tutor não saiu mas sim, foi ver TV, lavar roupa etc.

Outras medidas a ser consideradas:
Atividade física diária: indicado também antes da saída dos tutores
Deixar o cão em um Day Care (creche canina)
Enriquecimento ambiental
Não brigar com o cão pelas coisas que tenha destruído ou pela sujeira que tenha feito durante a ausência.


A importância de atividades e enriquecimento ambiental

Por Sara Favinha, da equipe Tudo de Cão

Uma ferramenta muito útil para auxiliar na melhora do quadro de ansiedade de separação é o Enriquecimento Ambiental, que é a criação de um ambiente mais complexo e interativo, promovendo desafios e novidades, oferecendo oportunidade de escolha ao cãozinho. Os animais na natureza estão constantemente em busca de alimento, água, território, disputas pelo parceiro sexual, abrigo, evitando predadores etc. e devemos lembrar que nossos cães também possuem necessidades de gasto energético, mental e físico. O acúmulo de energia e a falta de desafios no dia-a-dia levam os cães ao desequilíbrio.

Como fazer Enriquecimento Ambiental para meu cãozinho?
Existem muitos brinquedos hoje feitos especialmente para isso, por exemplo a linha de brinquedos da Kong, o Buster Cube, Kong Wobler, a Dog Pyramid e diversos quebra-cabeças, como Dog Tornado e a linha de brinquedos PetGames.
Você também pode oferecer a comida de uma forma mais interessante, como por exemplo dentro de uma toalha dobrada várias vezes, escondida pela casa, espalhada na grama, dentro de uma garrafa pet com furos etc.
Ossinhos também são super recomendados para aliviar o estresse do seu bichinho quando você não está em casa, como por exemplo o vergalho, orelha desidratada e ossos de nylon, como o nylabone, que os cães costumam adorar!
Ofereça todos estes itens e opções de alimentação para o cão na sua presença e veja quais ele prefere. É importante estarmos atentos a um fato importante: em pouco tempo os estímulos desaparecem, tornando o ambiente monótono novamente, ou seja, o animal se habitua aos brinquedos e objetos. É necessário que se tenha muita criatividade e que se faça uma rotação de todos os itens utilizados para promover o enriquecimento, com um ou dois itens por dia.
Os passeios são essenciais para a saúde mental do seu cão
Apesar de sabermos que o passeio não consiste em um enriquecimento ambiental propriamente dito, ele é extremamente importante para a melhora da qualidade de vida dos cães, tão importante que se as pessoas tivessem noção de como um passeio diário devolve o equilíbrio ao cão, alguns tutores seriam capazes de passar o dia na rua com seu cachorro! Faça a experiência: programe a semana para passear pelo menos meia hora por dia (alguns animais requerem mais do que isso). Analise o comportamento do seu cão depois do passeio pelo resto do dia e no final da semana.
Quando decidimos adotar ou comprar um cãozinho, os passeios vieram no pacote. Eles ajudam muito na melhora da ansiedade de separação, principalmente quando são feitos antes do tutor sair de casa. O cão ficará mais relaxado e tranquilo depois de um passeio e poderá ficar bem menos ansioso quando estiver sozinho.
Outro animalzinho para fazer companhia para seu cão pode ser uma opção interessante, desde que seu bichinho seja sociável e aceite bem a presença de outro.
O treinamento (adestramento) ainda não é considerado, oficialmente, um Enriquecimento Ambiental, mas vale a pena citá-lo como uma forma de estreitar os laços entre dono e cão e de quebra ensina-se uma série de bons comportamentos que farão com que o animal possa aproveitar melhor a companhia do dono e das visitas. A grande diferença é a melhora na comunicação, que faz toda a diferença para que a relação seja a mais harmoniosa possível. Depois de uma sessão de treino o cãozinho fica cansado mentalmente e pode dormir por horas. É como quando vamos a um curso ou palestra e ficamos cansados mentalmente, mas muitas vezes nem levantamos da cadeira!
Para saber mais sobre Enriquecimento Ambiental, acesse os artigos:
Ideia de "brinquedo-petisco":


Assine o feed do blog ou receba os posts por email.
Siga o Mãe de Cachorro no Twitter e no Facebook.
Plágio é crime federal previsto na Lei 9.610/98.
Conheça a Licença de Uso do blog e saiba o que você pode fazer ou não com os posts do Mãe de Cachorro!

Por: Mãe de Cachorro - Ana Corina

Leia mais: Ansiedade de separação em cães: Tudo que você precisa saber a respeito! - Mãe de Cachorro Também é Mãe! http://www.maedecachorro.com.br/2011/07/ansiedade-de-separacao-em-caes-tudo-que.html#ixzz1UUnpn4gH
Plágio é crime! É expressamente proibido reproduzir material deste blog sem citar a fonte e o link.
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Cena de "Cidade de Deus" é a mais violenta da história


02/08/2011 - 18h36
DE SÃO PAULO
O site Pop Crunch, especializado em cultura pop e fofocas, elegeu as dez cenas mais violentas da história do cinema.
Em primeiro lugar, está o filme brasileiro "Cidade de Deus", de Fernando Meirelles. A cena é descrita pelo site como a mais difícil de ser assistida de uma lista que inclui "Cães de Aluguel", "Platoon" e "Taxi Driver"
Na cena, Zé Pequeno pede para duas crianças escolherem onde vão levar um tiro: na mão ou no pé.
Veja abaixo as dez cenas eleitas pelo site:
1. "Cidade de Deus" - Zé Pequeno e seus recrutas
2. "O Massacre da Serra Elétrica" - O dedo cortado
3. "Cães de Aluguel" - A cena da orelha
4. "Laranja Mecânica" - Cantando na chuva
Reprodução
5. "Hellraiser - Renascido do Inferno" - Jesus chorando
6. "Veludo azul" - A cena do bebê
Reprodução
7. "Os Bons Companheiros" - Billy Batts
8. "O Resgate do Soldado Ryan" - O Dia D
9. "Platoon" - A cena do vilarejo
Reprodução
10. "Taxi Driver" - O tiroteio final

FONTE: http://f5.folha.uol.com.br/celebridades/953488-cena-de-cidade-de-deus-e-a-mais-violenta-da-historia-segundo-site.shtml

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Ohbelog.com - Ganjil! Anjing Gigit Jerung

Ohbelog.com - Ganjil! Anjing Gigit Jerung





Cão de ataque de gravação de vídeo de tubarão debaixo d'água na costa da Austrália ter sido generalizada, o top hit da Internet. Esta gravação mostra dois cães nadar no mar perto da cidade de Broome Austrália Ocidental, cerca de1650 km (1.025 milhas) a nordeste de Perth.

Os cães parecem levar ao tubarão da praia, quando um deles, de repentemergulhar sob a água e atacada por tubarões.

"Tubarão morde cão", disse Russell Hood-Penn. "Isso é inacreditável. Eu vi o tempo todo." Hood-Penn colocar as gravações no compartilhamento de vídeoYouTube website.



Read more: http://amgreatz.blogspot.com/2011/08/ganjil-anjing-gigitjerung.html#ixzz1UUlrsdEo

Pará Eu Te Quero Grande - Lucinha Bastos

Barbeador de carteira

Barbeador de carteira


05/08/2011

Barbeador de carteira

Você saiu de casa com a barba por fazer, aquela cara de maloqueiro, pensando que, no máximo, iria tomar uma cerveja com os seus amigos. Eis que uma super-gata que você conheceu dias antes liga marcando um cineminha e não dá tempo de voltar pra casa; "comofaz"?! Tá, é só uma suposição, porque na verdade quero falar deste incrível aparelho de barbear, o "Carzor" (card + razor ou cartão + barbeador)!





Como o nome diz, ele tem o tamanho exato de um cartão de crédito e pode ser guardado na carteira, quebrando muitos galhos, nas mais variadas situações. O legal é que a parte que sobra após o barbeador em si ser retirado, é espelho de um lado e porta-lâminas do outro.



Um verdadeiro achado para quem viaja muito ou como eu disse, nos mais inesperados momentos. Ou vai dizer que você nunca fez a barba meio dormindo e quando se olhou no espelho tempos depois tinha um monte de falhas?! O "Carzor" tem lâminas com várias opções de aromas (naquela fita com "sabãozinho" para ajudar a deslizar a lâmina) e custa 17 dólares, clicando no link após as fotos. 


Link

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

IMPORTANTE... REPASSANDO... REPASSE VOCE TAMBEM ESTA INFORMAÇÃO...

Está muito frio nas ruas de São Paulo. Quem estiver vendo algum morador de rua perto do seu prédio/casa e quiser ajudar deve ligar para (11) 3258-9449 ou 156 . O número é mal divulgado, mas é de um serviço da prefeitura chamado Central de Atendimento Permanente e de Emergência (Cape), que tenta levar essas pessoas para abrigos (eles não podem forçar, mas dão a opção) 


CONVITE PARTICIPE - 1ª Marcha popular contra a Divisão do Estado do Pará

DATA: domingo, 21 de agosto · Hora: 09:00 - 12:00

LOCAL DE CONCENTRAÇÃO: Praça dos Estivadores, rua Boulevard Castilhos França, esquina com a av.Presidente Vargas
CRIAÇÃO: Andrei Ribare Santos, André Franco, Renata Guiomarino
Para Pará eu te quero Grande!!!
Mais informações
O movimento em Defesa do Pará convida todos para a 1ª Marcha popular contra a Divisão do Estado do Pará. Programa-se! Traga sua bandeira, sua camisa do Pará e a sua voz para mostrarmos para aqueles que propagam a falsa idéia de divisão salvadora, que acreditamos firmemente que o mais importante é a integração do Estado do Pará, e não a sua divisão! A Marcha vai sair da Praça dos Estivadores e subir a Avenida Presidente Vargas em direção a Praça da República, onde ocorrerá o grito de NÃO A DIVISÃO DO PARÁ. Esperamos por vocês.


terça-feira, 2 de agosto de 2011

O MESMO MEDICAMENTO NÃO SERVE PARA TODOS!!!!! kkkkkkkkk...






Um jovem médico, viajando de carro, percebeu que estava ficando sem combustível.Entrou num vilarejo e dirigiu-se a um posto de gasolina para abastecer o carro. Não viu uma viva alma no posto e, apesar de buzinar várias vezes, ninguém vinha atendê-lo.

Finalmente apareceu um rapazinho que lhe disse:

- Não adianta buzinar, porque o posto está fechado; a filha do dono morreu ontem e todos estão no velório.

O jovem médico pensa uns segundos e chega à seguinte conclusão:

- Se não posso prosseguir e não sei a que horas irão retornar, vou até ao velório também, já que não posso fazer mais nada. Lá chegando, aproxima-se do caixão por mera curiosidade, e de repente, observa algo extremamente raro. Chama o pai da 'falecida' e diz-lhe:

- Olhe, sou médico, a sua filha não está morta, está em estado catatônico; parece morta, mas está viva!

O pai, nervosíssimo, pergunta:

- O Sr. pode fazer alguma coisa?

O jovem médico, explica-lhe que há uma possibilidade, embora remota, de trazê-la à vida. Para isso, teriam que submetê-la a uma sensação muito forte.

Pergunta então ao pai: - A sua filha tinha namorado?

Embora estranhando a pergunta, o pai respondeu sim, e que ele se encontrava presente.

Bem, disse o jovem médico, então tirem o corpo do caixão, levem-no para uma cama junto com o namorado e deixem que eles façam sexo.

Ainda que com algumas reservas, o pai dá ordens para que seja feito tudo o que o doutor disse, mas pede para que ele fique, a fim de comprovar o 'resultado'.

Passadas quatro horas abre-se a porta do quarto e, como por um milagre, a moça aparece vivinha da silva!

Foi uma grande alegria para todos, que logo programam uma festa e convidam o jovem doutor.

Este se desculpa, alegando que tem de ir visitar um familiar que se encontra doente, mas promete passar pela aldeia na viagem de regresso.

Tanque cheio, o médico prossegue sua viagem.

Passados 15 dias ele regressa e decide cumprir o que prometera: passar pela aldeia para ver como estava a jovem ex-defunta.

Ao chegar ao posto, avista o mesmo rapaz, que desta vez esta ali tomando conta do negócio.

Assim que reconhece o doutor, o rapaz corre desesperado ao seu encontro e lhe diz:

- Graças a Deus que o senhor voltou! Não sabíamos como encontrá-lo e estávamos a sua espera! O Sr. Engrácio, pai da menina que o senhor salvou, morreu há 10 dias! Metade do vilarejo já comeu o velho, mas nada do homem ressuscitar!

MORAL DA HISTÓRIA:

O MESMO MEDICAMENTO NÃO SERVE PARA TODOS!

Não se automedique, nem aconselhe medicamentos a ninguém, procure um médico!

EM TEMPO: NÃO TENTEM JAMAIS ME RESSUSCITAR! Quero seguir em paz!



ALERTA NESTLÉ

A Nestlé está pedindo que todos devolvam os FOOD BEBÊ BANANA (Papinha), com validade até 2012 - Código de barras 7613033089 73, pq podem conter VIDRO. Mesmo que vc não seja mãe/pai, por favor repasse essa mensagem, pq ela pode salvar a vida de uma criança.


segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Epitáfio...escolha o que escrever no seu!!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkk.......




ESPÍRITA------------- Volto já.
INTERNAUTA-------- www. aquijaz.com.br
AGRÔNOMO ----------Favor regar o solo com Neguvon. Evita Vermes.
ALCOÓLATRA --------Enfim, sóbrio.
ARQUEÓLOGO -------Enfim, fóssil.
ASSISTENTE SOCIAL ------Alguém aí, me ajude!
BROTHER ------------------Fui.
CARTUNISTA --------------Partiu sem deixar traços.
DELEGADO -----------------Tá olhando o quê? Circulando, circulando...
ECOLOGISTA ---------------Entrei em extinção.
ENÓLOGO -------------------Cadáver​ envelhecido em caixão de carvalho, aroma Formol e after tasting que denota presença de Micoorganismos diversos.
FUNCIONÁRIO PÚBLICO ----------É no túmulo ao lado.
GARANHÃO ----------------Rígido, como sempre.
GAY -------------------------V​irei purpurina.
HERÓI ----------------------Corr​i para o lado errado.
HIPOCONDRÍACO ----------Eu não disse que estava doente?!?!
HUMORISTA ----------------Isto não tem a menor graça.
JANGADEIRO DIABÉTICO -------Foi doce morrer no mar.
JUDEU-------------Oque vocês estão fazendo aqui? Quem está tomando Conta da lojinha?
PESSIMISTA---------- Aposto que está fazendo o maior frio no inferno.
PSICANALISTA---A eternidade não passa de um complexo de superioridade mal resolvido.
SANITARISTA --------Sujou!!!
SEX SYMBOL----------Agora, só a terra vai comer.
VICIADO --------------Enfim, pó!