quarta-feira, 30 de março de 2011

Goblins de Kasey Sorsby


 Needle Felted Rainbow Goblins


Needle Felted Rainbow Goblins

Needle Felted Rainbow Goblins
Needle Felted Rainbow Goblins

Needle Felted Rainbow Goblins
Needle Felted Rainbow Goblins

Lutando Pelo Direito de Ser Gordo em Paz, Abaixo-assinado Contra Crimes Virtuais


Brasil dia 12 de Janeiro de 2011

Com base na Constituição Nacional mediante o Artigo Primeiro que garante a União o estado democrático e no Inciso III- A Dignidade da Pessoa Humana. Assim como no Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil tendo como Inciso I - Construir uma sociedade livre, justa e solidária; e no Inciso IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.
Principalmente Baseado no Artigo Quinto que trata particularmente dos Direitos Individuais e Coletivos respeitando sua citação que diz ” Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade. Destacando seu Inciso V - É assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou à imagem e o Inciso X - São invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação.
Solicitamos ao órgão competente por Crimes Virtuais que remova dos meios de comunicação virtuais conteúdos de cunho discriminatórios para com pessoas Gordas ou de Sobrepeso, Assim como a punição dos autores e demais colaboradores participativos desses materiais. O gordo como também é cidadão da Republica Federativa do Brasil, se encontra garantido por cada um dos artigos e incisos citados a cima, e por tanto capaz de pedir que se cumpram as leis que nos garantem o bem estar, assim como todos os outros grupos sociais que se encontram em caráter de descriminação.
Vivemos em regime de constante apreensão, virtual e física em comparação aos demais membros da sociedade que erroneamente nos chamando de “diferentes” por não apresentarmos características físicas dadas como padrão social. Entendemos que como tais padrões não estão regulamentados em nenhum dos parágrafos da vigente constituição do país, nós cidadãos gordos não estamos ferindo ou transgredindo nenhuma norma ou lei da união, mas sim sofrendo com a falta de aplicação das leis para conosco.
Devida a crescente e deliberada quantidade de conteúdo vexatório nas mídias eletrônicas, pedimos que retirem de circulação todo e qualquer conteúdo que nos desmoralize e manche a imagem do individuo gordo ou de sobrepeso, com nomenclaturas de baixo calão tais quais estão sendo comumente relacionadas a nós, em sites de relacionamento como Orkut, You Tube, Twitter, Blogs e demais mídias.
Ninguém que se encontra em poder de suas faculdades mentais consegue conviver com a idéia de ser menosprezado, humilhado ou perseguido, pelo fato simples de não ter a característica física nomeada como magro. A imposição constante de tais conteúdos nos causa além da intimidação emocional. Esse tipo de conteúdo acarreta em doenças psicológicas que vão desde depressão profunda a paranóia, transtornos de personalidade, passando para o estado físico de enfisemas, úlceras dermatológicas e estomacais, dentre varias outras doenças.
Estão sendo formados grupos organizados para tornar físicos os atos virtuais, a exemplo do Rodeio das Gordas que é um método bastante utilizado nas escolas e instituições de ensino Superior do nosso país. Esses encontros são marcados em redes eletrônicas, pois não há nenhuma medida para impedir a troca de informações.
Por tanto é com a finalidade de pedir que façam valer os nossos direitos de cidadãos brasileiros e mais que isso de Seres Humanos, que pedimos a aplicação das leis a priori citadas para tentar conter o avanço desta onda de ódio destinado a pessoas comuns que vivem sendo atacadas apenas pelo fato de não corresponder à idéia de um corpo perfeito que é inteiramente irreal aos olhos da anatomia humana.

Os signatários

terça-feira, 29 de março de 2011

Bonecas de Feltro de Maggie Iacono







Navegando na internet a procura de novidades em arte me deparei com essas bonecas colecionáveis ​​feitas por Maggie Iacono, são realmente lindas! Cada detalhe foi confeccionado em feltro... acho que até os rostos, que certamente são moldados. Se observar bem inclusive as roupas são feltro...

No site da artista voce pode conferir uma grande quantidade de modelos de bonecas em feltro, dificil é dizer qual é a mais linda... trabalho de mestre!!!

Vale a pena conferir!!!

http://www.dollery.com/html/artists/iacono/iacono-mm.htm

Veja frases que marcaram a trajetória de José Alencar


Ex-vice-presidente defendia parceria com Lula e transparência ao abordar doença
Do R7
Ricardo Stuckert/20.5.2010/PR

Alencar sobre o governo Lula: “Foi um governo que vai deixar muita saudade”

Empresário e ex-vice-presidente da República, José Alencar ganhou notoriedade, entre outros motivos, pela franqueza com que abordava sua luta contra o câncer.

Veja abaixo algumas das frases de Alencar sobre o tratamento contra a doença e a parceria com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, entre outros temas que marcaram sua vida.

***

Em novembro de 2009, Alencar foi homenageado pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo). Emocionado após o discurso de Lula, ele falou sobre a parceria entre os dois. 

- Tenho consciência de que só sou vice-presidente graças a Lula. As pessoas não votam no vice, votam no candidato a presidente. [...] Tem valido a pena acompanhar seu admirável trabalho.

***

Empresário de sucesso – ele foi o fundador da empresa têxtil Coteminas –, Alencar sempre criticou a taxa de juros cobrada no Brasil. 

- Queremos que as pessoas estejam sempre em condições de consumir e comprar o que precisam. Para isso, as taxas de juros precisam cair. O consumidor não pode ficar pagando essa taxa que paga. Isso atrapalha o desenvolvimento do país.

***

Em fevereiro de 2010, ao ser homenageado pelo Congresso Nacional, Alencar negou que tivesse medo da morte, ao falar sobre a doença que enfrentava desde 1997. 

- Se Deus quiser me levar, ele não precisa de câncer pra isso. [...] Tudo indica que Deus não quer me levar agora. 

***

Em abril de 2010 Alencar desistiu de concorrer ao Senado. Segundo ele, não seria “honesto” com o eleitorado entrar em uma disputa consciente de que seu estado de saúde era frágil. 

- Sempre disse que só aceitaria examinar uma candidatura se eu estivesse curado. Eu me sinto curado porque estou muito bem, mas continuo fazendo quimioterapia e não sei se seria honesto colocar o meu nome como candidato fazendo a quimioterapia. E eu não posso parar com a quimioterapia. 

Naquela época, ele admitiu que o entristecia deixar a política. 

- Meu futuro também não é tão longo e eu quero ficar mais livre também. Quando eu era senador frequentava normalmente um restaurante em Brasília, agora não posso mais fazer isso. Essa liberdade também é importante. De certa forma me entristece sair da política, mas no meu caso estou saindo. Mas estou feliz com a minha decisão. 

***

Em uma das vezes em que foi internado, em julho de 2010, Alencar disse que não mudaria sua alimentação, mesmo após ter sido submetido a um cateterismo para desobstruir uma artéria. 

- Eu já tenho mudado muito a alimentação, mas como muita gente fala da minha resistência, eu digo que pode ser por causa da minha [má] alimentação. Ovo frito e carne de porco não fazem mal. Antigamente, só havia gordura de porco e ninguém morria assim.

***

Em abril de 2010, o ex-vice-presidente contou que quase caiu no trote do falso sequestro. Alencar contou que pensou que sua filha havia sido sequestrada, mas disse que tentou manter a calma durante a negociação com o falso sequestrador. 

- Eu fiquei altamente preocupado. Mas o papai me ensinou que o desespero não ajuda. Me mantive calmo. Agora está tudo bem. 

***

No ano passado, Alencar se viu em meio de uma polêmica. A Justiça de Minas determinou que o vice-presidente reconhecesse a professora aposentada Rosemary de Morais como sua filha. O processo corria na Justiça desde 2000. Ele, porém, recorreu e, em entrevista ao programa do Jô Soares, da TV Globo, disse que não iria “ceder a chantagens”. 

- Não há uma pessoa que tenha dito que essa mulher foi vista comigo algum dia. Então como não há nenhum indício então as pessoas pegam por aquilo, ou fazem o DNA ou não fazem. [...] Então eu não vou me submeter a uma coisa dessa de forma nenhuma. Do contrário, todo mundo vai chegar e dizer você tem que fazer isso, fazer aquilo, com uma chantagem qualquer. E eu não estou habituado a ceder a chantagens.

***

Em 1º de janeiro de 2011, Alencar, ainda hospitalizado, não pôde participar da posse da presidente Dilma Rousseff. Ele, contudo, vestiu um terno e disse que estava pronto para ir a Brasília. Debilitado, ele não pôde ir, embora sempre tenha dito que fazia questão de descer a rampa do Palácio do Planalto ao lado de Lula. 

- Só não fui porque não me deixaram ir. 

Naquele mesmo dia, Alencar resumiu sua participação no governo. 

- Foi um governo que vai deixar muita saudade. 

***

No dia 25 de janeiro, aniversário da cidade de São Paulo, Alencar foi liberado pelos médicos para ser homenageado na prefeitura da capital paulista. Após receber uma medalha da presidente Dilma Rousseff, ele discursou e, mais uma vez, lembrou sua luta contra o câncer. Com a voz fraca e visivelmente debilitado, o ex-vice falou sentado em uma cadeira de rodas para cerca de 400 pessoas, entre elas o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

- O período longo em que fiquei ativo me trouxe essa dificuldade de locomoção. Estou fazendo fisioterapia e estou melhorando. [...] Não posso me queixar, mas tenho de fazer a minha parte. Estou lutando para não morrer e estamos vencendo com a força de Deus. E seja qual for o resultado, será uma vitória nossa. 

Em um momento de grande emoção, Alencar afirmou que seria um "privilégio" morrer naquele momento, depois de tudo que já havia enfrentado. 

- Se eu morrer agora, é um privilégio para mim, que a situação está tão boa, que não tem como melhorá-la.


Morre o ex-vice-presidente José Alencar de Câncer aos 79 anos




Morre aos 79 anos o ex-vice-presidente José Alencar

Empresário que lutava contra o câncer desde os anos 90 projetou-se para a política nacional ao se tornar vice de Lula

iG São Paulo | 29/03/2011 14:56

Morreu hoje em São Paulo, aos 79 anos, o ex-vice-presidente da República José Alencar. Mineiro de Muriaé, o empresário do setor têxtil que entrou para a política e transformou-se em vice do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estava internado desde o início da tarde de ontem no Hospital Sírio-Libanês, pouco mais de dez dias depois de receber alta.

Alencar lutava contra o câncer desde a década de 90. Seu quadro agravou-se nesta semana, quando os médicos detectaram uma nova perfuração intestinal. O estado de saúde do ex-vice era grave ao ponto de impedir que fosse realizada uma nova cirurgia para tentar reverter o problema. Em novembro de 2010 e em julho de 2009, Alencar passou por três cirurgias para tratar o mesmo problema.

Ao longo dos anos, Alencar foi submetido a 17 cirurgias. A primeira delas foi em 1997, quando passou por um procedimento no rim e no estômago. Em 2002, passou por outra operação, na próstata. Desde 2006, foram vários procedimentos, todos eles para tratar o câncer no abdome. Uma das mais complicadas operações foi realizada no dia 25 de janeiro de 2009, quando o ex-vice-presidente ficou por 17 horas em uma sala de cirurgia para a retirada de tumores do local.

Desde o início deste ano, Alencar teve de retornar em diversas ocasiões ao Sírio-Libanês. Passou por sessões de quimioterapia, tratou um quadro de hipertensão, teve um edema agudo do pulmão e precisou substituir um cateter no rim esquerdo. Nas poucas declarações públicas que concedeu nos últimos meses, fez questão de deixar claro que não temia as consequências da doença. "Não tenho medo da morte. Tenho medo da desonra", dizia.


Trajetória

Alencar nasceu em uma família humilde e montou um dos maiores conglomerados industriais do Brasil, a Coteminas. Nascido em 17 de outubro de 1931, ele havia comemorado seu aniversário apenas uma semana antes de ser internado.

“Não tenho medo da morte. Tenho medo da desonra."

Alencar, que era um dos 15 filhos de Antônio Gomes da Silva e Dolores Peres Gomes da Silva, começou a dar expediente aos sete anos na loja de seu pai. Aos 18 anos, montou seu primeiro negócio com dinheiro emprestado de seu irmão mais velho. Liderou mais de uma empresa até criar a Coteminas, que nasceu de uma sociedade com o deputado Luiz de Paula Ferreira iniciada no fim da década de 60.

A atividade industrial o levou à política. Antes de entrar em sua primeira disputa eleitoral, Alencar foi presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria. Sua primeira experiência nas urnas foi frustrada. Ele disputou e perdeu a eleição para o governo de Minas Gerais em 1994. Quatro anos depois foi eleito senador com mais de 3 milhões de votos pelo PL (hoje PR).


Vice

A escolha de Alencar para ocupar a vice de Lula em 2002 foi a fórmula encontrada para vencer a resistência de setores do empresariado brasileiro ao então candidato à Presidência e ex-líder sindical. Diante do envolvimento de seu partido com o escândalo do mensalão, Alencar optou por deixar o PL em setembro de 2005 e anunciou sua entrada no nanico PRB.

A luta de Alencar contra o câncer chegou a ser colocada na mesa na época em que Lula montava sua chapa à reeleição, em 2006. Nos bastidores, vários petistas se diziam preocupados com o estado de saúde do vice e diziam temer um abalo na campanha presidencial. Partiu de Lula a decisão de manter o empresário como número dois na chapa. Alencar fez campanha, permaneceu no governo e até chegou a cogitar uma candidatura ao Senado por Minas na eleição deste ano.

No período em que esteve no governo, Alencar chegou a acumular temporariamente o Ministério da Defesa, em 2004. Somadas todas as ocasiões em que substituiu Lula em casos de viagem ou outros impedimentos, o vice passou mais de um ano no exercício da Presidência da República. Mas uma das marcas de sua atuação foi o fato de ter se transformado em um crítico bem-humorado da política de juros. As sucessivas queixas sobre o impacto das altas taxas no setor produtivo viraram uma espécie de brincadeira do vice com a imprensa e com colegas no Palácio do Planalto.


SHOW AUTORIA - Celso de Alencar

segunda-feira, 28 de março de 2011

Cirurgia bariátrica e os cuidados essenciais para o sucesso


Quem já tentou diversas formas de perder peso e hoje se encontra com o peso elevado, com problemas de saúde, a cirurgia pode ser o melhor caminho. O primeiro procedimento a ser tomado, é encontrar um cirurgião que passe segurança e discutir com ele os riscos e benefícios desse processo.

Muitos cirurgiões contam com uma equipe com nutricionistas e psicólogos, devidamente preparados, o que facilitará todo processo a ser desenvolvido.

Como a cirurgia é um procedimento invasivo, o paciente deve estar consciente dos riscos cirúrgicos e pós cirúrgicos, e ter clareza e consciência de que o sucesso depende de suas próprias mudanças de atitudes em relação a sua alimentação, seu emocional e atividade física.

Muitos pacientes criam a ilusão de que a cirurgia é um procedimento mágico, e que toda fome irá desaparecer, e que depois da tomada da cirurgia terá forças para controlar o desejo de comer. Importante esclarecer que a vontade e a compulsão pela comida não cessa com a cirurgia, e que precisa mudar de comportamento antes mesmo de se operar.

No pós cirúrgico, todo alimento que ingerir precisa ser medido e controlado, mas com o passar do tempo, observamos que muitos pacientes começam a comer alimentos que seriam proibidos, abandonam a terapia e o nutricionista, pois acreditam que sozinhos podem dar conta de todo processo.

Segundo Cruz e Morimoto, a cirurgia não finaliza o tratamento da obesidade, pelo contrário, é o início de um período de um a dois anos de mudanças comportamentais, alimentares e de exercícios, com monitoração regular de uma equipe multidisciplinar de profissionais de saúde (CRUZ, M. R. R. & MORIMOTO, I. M. I., 2004).

Imagens: stock.xchng
 Psicóloga e especialista em Transtornos Alimentares,Luciana Kotaka desenvolve seus trabalhos há mais de 14 anos, sendo referência nesta área por realizar atividades focadas em tratamentos que envolvam a relação direta entre o distúrbio do peso e a psicologia. Luciana Kotaka edita o site Comportamento Magro.

Faça como a Luciana, e envie conteúdo colaborativo para o Bicha Fêmea!

domingo, 27 de março de 2011

Obra Missionária aos Ribeirinhos da Amazônia por Missionária Rute Sales Dutra






A Missionária RUTE SALES DUTRA vem realizando uma grande obra missionária entre os povos de várias localidades em Belém do Pará e principalmente com os povos Ribeirinhos do Rio Xingu.



  
Distribuição de roupas, alimentos e brinquedos.



  
Visita nos lares e distribuição de bíblias



  
Realização de Palestras e cuidados médicos.



  
Entrega de cestas básicas em viagens pelo Rio Xingu.



  
Alimentos e roupas para distribuição e Ação Social.

VENHA PARTICIPAR DESTA GRANDE OBRA CONOSCO!!!

sexta-feira, 25 de março de 2011

Indignado com a votação da Ficha Limpa no STF?



Vamos dizer para o Ministro Luiz Fux o que os brasileiros pensam deste voto -- mostrando que trair o povo tem um custo político alto. 



Clique aqui para enviar uma mensagem para o Ministro Fux : 


http://www.avaaz.org/en/mensagens_luiz_fux/?vl



Envie uma mensagem agora para o Ministro Luiz Fux, responsável por derrubar a Ficha Limpa e liberar os corruptos no Congresso! Vamos mostrar a ele a nossa indignação, clique para enviar a sua mensagem.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Time de gordinhas faz ensaio sensual criticando a 'ditadura da magreza'


"Top five" das modelos GG brasileiras se reúne em editorial que visa valorizar os atributos das mulheres 'plus size'.

Do EGO, no Rio
Tamanho da letra

Spartacus Breches/-Divulgação

As modelos GG Andrea Boschim, Bianca Raya, Celina Lulai, Mayara Russi e Simone Fiúza posam para ensaio sexy

Cinco das modelos "plus size" brasileiras mais requisitadas do mercado posaram juntas para um projeto para lá de sensual. O ensaio, batizado de "Top 5", reúne Andrea Boschim, Bianca Raya, Celina Lulai, Mayara Russi e Simone Fiúza em fotos com pouca roupa, biquíni ou modelitos decotados. A idéia do projeto, segundo a assessoria, é valorizar a mulher como ela é, na contramão da ditadura da magreza que impera no mundo fashion.


Ampliar FotoSpartacus Breches/-Divulgação

Modelos GG de maiô

“Temos a missão de levar uma imagem de aceitação, mulheres que fogem dos padrões impostos pela sociedade e pela mídia, a imagem de autoaceitação. Podemos ser lindas e sensuais mesmo acima do peso. E o mais importante é temos saúde!”, diz Simone Fiúza idealizadora do projeto.

Andrea Boschim - que além de modelo é uma das organizadoras do Fashion Weekend Plus Size (FWPS), primeiro evento de moda realizado no país exclusivamente para o público plus size, que acontece nos dias 23 e 24 de julho, em São Paulo - faz coro com Fuúza e garante que "a sensualidade ultrapassa o manequim 38".

Spartacus Breches/-Divulgação

Fotos de jeans também compõem o ensaio


quarta-feira, 23 de março de 2011

Depilador Satinelle Perfect HP 6576/10- Philips

Meninas, este eu mesma experimentei e recomendo o seu uso, é prático e facil de usar, é claro que voce sentirá dor como em qualquer depilação, mas o resultado é maravilhoso!!! Experimentem tambem o Bikini Perfect da Philips...